O Macho Moderno e sua Sexualidade

As mudanças na estrutura psico sexual feminina, novas posturas sociais, econômicas e culturais estão virando e complicando a cabeça do homem moderno.
As disfunções sexuais e a procura pelos tratamentos têm aumentado progressivamente nos últimos anos. Ainda que esta procura também motivada pela crescente divulgação da prevenção das disfunções, inadequações e dos tratamentos atuais, conscientizando parceiros da importância de procurar ajuda desde inicio quando se evidenciam conflitos, insatisfações e sintomas sexuais.
Ainda atualmente encontramos muitos fatores que desencadeiam a grande insegurança masculina: a pressão exercida pelas mudanças no comportamento sexual das mulheres, maior compromisso com o desempenho, preocupação exagerada com a ereção, ejaculação, desencadeando medos, fobias e até bloqueio sexual. A causa básica da desestruturação psicosexual tem múltiplos aspectos, o desenvolvimento sexual depende da estrutura psíquica e dos modelos internalizados na infância, infelizmente muito deste desenvolvimento no homem são recheado de mitos, falhas, desinformação e muitas vezes sem modelos sólidos de relacionamentos afetivos e sexuais, onde a ansiedade e a insegurança originam e perpetuam. Assim como relações sexuais rápidas dentro do carro, sem segurança, sob tensão, stress, sob efeito de álcool, sem treino e prática com o uso de preservativos, com pouca ou nenhuma intimidade, baixa concentração e erotização. Homens que foram educados para comandar o sexo nunca falhar, sempre prontos, não são os únicos culpados por este desenvolvimento falho e inseguro. Sem dúvida a mulher atual cobra mais abertamente o desempenho sexual, tem poder econômico e social, compete com igualdade, tem mais conhecimento e muitas vezes dominam a relação, mas porque assustam tanto os homens? Domínio, poder, submissão culpa, deveriam fazer parte dos relacionamentos ultrapassados e doentios, mas ainda hoje encontramos relacionamentos distantes, com pouca ou nenhuma intimidade. Desintegrados, sem papeis definidos, com perda total do desejo e da admiração.
Vamos lá, respeito, diálogo claro e calmo, sem jogo de culpa, sem medo de acusações e sem desvalorização de nenhuma das partes. São comportamentos que devem fazer parte do amor comtemporâneo, assim teremos relacionamentos sadios, gerando homens e mulheres melhores, mais felizes e inteiros para o sexo e o amor.

Lucimar S.Ghelfi
Email: lucimar.s.g@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *